novas ideias
construindo caminhos
Nome da ACE
Nome: Assoc Coml Indl Valinhos
Site: http://www.acivonline.com.br
Fundação 21/07/1972
Nome Presidente
Presidente

A Associação Comercial e Industrial de Valinhos (ACIV) foi fundada em 21 de julho de 1972. O município de Valinhos foi criado pelo Decreto-lei estadual no. 2.456, de 30 de dezembro de 1953, sendo desmembrado do município de Campinas, ocupando uma área de 148 km2. A população estimada, em 2014, é de aproximadamente 118.000 habitantes.

As terras abrangidas pelo território de Valinhos pertenciam à sesmaria de Alexandre Simões Vieira, no século XVIII. Este abriu um caminho entre Jundiaí aos Goyazes, formando um núcleo nas margens do ribeirão Pinheiros. Este local passou a ser conhecido como Pouso do Pinheiro. Famílias vindas de várias regiões adensaram o povoado e desenvolveram a região produzindo cana de açúcar. No século XIX, a designação já era Vila de Valinhos que cresceu em função da construção da ligação férrea com Jundiaí. A chegada de imigrantes italianos tornou a vila próspera e favoreceu a conquista da autonomia política.

Em 1972, na sede social do Valinhos Clube, realizou-se a Assembleia Geral de constituição da ACIV, tendo como primeiro presidente Valdyr José Rosseto. Dentre as suas finalidades básicas, a entidade defende, assisti, ampara, orienta, instrui e coliga as classes empresariais, indústria e comércio que representa, dentro dos princípios da livre iniciativa.

Há 42 anos a ACIV serve seus associados, promovendo o comércio, a indústria e a prestação de serviços em Valinhos, assim como o investimento e a cidadania empresarial. A entidade disponibiliza e mantém a disposição dos associados os melhores serviços de informação e proteção ao crédito, assim como outros importantes serviços para empresa e funcionários.

A ACIV é um agente ativo e cumpre seu papel no fomento da economia do município, promovendo a difusão de conhecimentos úteis às classes que representa, através de cursos, palestras, seminários, debates, reuniões e outros. Além disso, promove a mediação e a arbitragem, para conciliar e dirimir litígios na forma da lei, podendo instituir e manter órgão destinado a esse fim.