Twitter Facebook Instagram

Cotait anuncia aos vice-presidentes da Facesp venda de ações da Boa Vista SCPC na bolsa de valores

Notícias 10 de setembro de 2020

O presidente da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alfredo Cotait, anunciou aos vice-presidentes da Federação, durante reunião online na manhã desta quinta-feira (10/09), a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), da Boa Vista SCPC. A companhia pretende usar os recursos adquiridos, com a venda de ações na Bolsa de Valores, para aplicar em novos conhecimentos e na modernização. 

De acordo com Cotait, a operação vai fortalecer a Boa Vista, o que poderá ampliar a performance da empresa no mercado. “Outro ponto importante é que estamos socializando o capital. Agora, todos nós podemos participar da empresa e as Associações Comerciais têm a chance de fidelizar ainda mais a Boa Vista com a nossa rede”, disse. 

“Estamos diante de uma grande mudança e, mais do que isso, uma grande oportunidade da Facesp e das ACs terem uma participação mais expressiva na companhia”, afirmou Cotait. 

Na avaliação do presidente da Facesp, muitos projetos em discussão entre a rede Facesp e a Boa Vista poderão ser atendidos a partir desta nova configuração da companhia. “As conversas da nossa rede passarão a ser feitas diretamente com a diretoria da empresa”, ponderou Cotait. 

 “É fundamental que possamos levar essa mensagem aos presidentes das Associações que a Boa Vista passará por uma mudança radical, o que viabilizará um diálogo mais próximo e mais aberto com a gestão”, afirmou Cotait. 

As conversas sobre o IPO da Boa Vista tiveram início no começo de 2019. A empresa planejava iniciar a operação na bolsa em março deste ano, porém, a pandemia do Covid-19 adiou os planos. 

RECURSOS

Os acionistas vendedores das ações são a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e a Facesp, que tem uma participação de 51,96% e pode reduzir para até 30,02% se for exercido o lote suplementar; o fundo de private equity TMG Capital, que tem 30,05% e pode cair para até 21,58%; e a Equifax, que tem 14,17% e pode diminuir para até 9,94%. Estas informações são públicas, inclusive, publicadas no jornal Valor Econômico. 

“Vamos aguardar o resultado do IPO para analisar qual estratégia a rede de Associações Comerciais vai adotar. Poderemos monetizar as ações que possuímos ou, então, comprar mais ações. A decisão será democrática e contará com a participação de todos os vice-presidentes”, explicou Cotait.

A Boa Vista definiu entre R$ 10,80 e R$ 13,60 a faixa indicativa de preços na sua oferta pública inicial de ações. Considerando o meio da faixa indicativa, de R$ 12,20, e o número de 154.650.184 ações da oferta base, a operação pode movimentar R$ 1,887 bilhão. A oferta será coordenada por J.P. Morgan, Citi e Morgan Stanley. 

Há ainda possibilidade de um lote suplementar de até 15%, ou 23.197.527 ações. Nesse caso, ainda considerando o meio da faixa indicativa, a oferta total subiria para R$ 2,170 bilhões. 

A oferta será primária - quando os recursos vão para o caixa da empresa - com 83.333.333 ações, ou R$ 1,017 bilhão, considerando o meio da faixa indicativa; e secundária, quando um acionista atual vende parte da sua fatia, com 71.316.851 ações, ou R$ 870,065 milhões. 

Os recursos captados na oferta primária serão utilizados para novas iniciativas (6%), como a criação de uma fábrica de algoritmos; e aquisições (94%), para desenvolver e fortalecer a presença no mercado direto ao consumidor, acelerar capacidades analíticas, capturar a demanda por ferramentas de gerenciamento de riscos antifraude, acelerar o crescimento no segmento de Marketing Services e ampliar a presença no mercado de recuperação de recebíveis. 

A precificação do IPO deve ocorrer no dia 28. A companhia será negociada no Novo Mercado da B3 sob o ticker ‘BOAS3’. 

A companhia foi fundada 2010. No primeiro semestre deste ano, teve receita de R$ 302,903 milhões, com queda anual de 4,1%. O lucro líquido foi de R$ 23,540 milhões, com queda de 26,3%. 

A Facesp acompanha este processo e na medida em que ele se desenvolver, atualizará as informações para a rede de Associações Comerciais. Para ter acesso ao Aviso ao Mercado, acesse: https://acsp.com.br/publicacao/s/boa-vista-servicos-s-a

 

Mais informações:

Cleber Lazo            

Assessoria de Imprensa Facesp

cleber.lazo@facesp.com.br

(11) 3180-3539

 

Sobre a Facesp: A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), com 56 anos de existência, promove a união das "forças vivas" do Estado de São Paulo, estimulando os empreendedores paulistas a participar da vida política, econômica e social do Estado e do País. É uma entidade de âmbito estadual, com a missão de integrar o empresariado paulista por meio das Associações Comerciais de cada município, atuando em ações que tenham por objetivo a luta pelas liberdades individuais, o apoio à livre iniciativa, a unidade da classe empresarial e a garantia da democracia e do desenvolvimento. Atualmente, mais de 420 Associações Comerciais integram a Facesp e lutam, juntas, pela bandeira do empreendedorismo.

Parceiros

CACB SCPC SEBRAE Certisign