FACESP - Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo novas ideias
construindo caminhos
FACEP

Grupo de networking da ACE gera mais de R$ 100 mil em três meses

Notícias 12 de novembro de 2018

A inadimplência já atinge 63 milhões de brasileiros e tem afetado diretamente a saúde financeira de muitas empresas. Segundo a base nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) as falências decretadas registraram alta de 12,5% e os pedidos de recuperação judicial subiram 6,3% no acumulado do ano (janeiro a outubro de 2018 comparado ao mesmo período de 2017). Mantida a base de comparação, os pedidos de falência recuaram 14,8%.

Os indicadores, segundo o vice-presidente da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro, estão atrelados às condições econômicas do País. “Quando comparados a 2017, já são bem melhores mas a situação para o empresário ainda é muito ruim”, diz. “Estamos otimistas para 2019. Sabemos que o desafio será grande mas próximo ano deve ser de grandes transformações no país.”

Mark observa que apesar das expectativas de crescimento os empresários também devem fazer a sua parte. Não podem depender apenas de reformas políticas e econômicas para o sucesso nos negócios e cita empresas que cresceram em meio à crise do País. “Mercado Livre, Flytour e Espetinho Mimi são alguns exemplos. Mas há outros empresários que aproveitaram as dificuldades de mercado para impulsionar os negócios. Tudo depende da atitude diante do problema e como a empresa lida com a situação negativa.”

Silvia Colepicolo Maciel, da Truly Nolen, integra a turma que soube aproveitar as oportunidades. A empresária participa do Unace, grupo de networking da ACE Jundiaí, e foi uma das que mais obteve resultados positivos nos últimos meses. “Os resultados vieram de imediato, fechamos dois contratos na primeira reunião, o que já possibilitou o retorno do investimento que fizemos para participar”, conta. “Definimos agir em algumas frentes para alcançar o crescimento estratégico da empresa e o grupo de networking foi o mais vantajoso e com melhor custo x benefício.”

Edson Raymundo do Nascimento Junior, da Una Planejados, também comemora o sucesso obtido através de networking. Ele apostou na estratégia para impulsionar as vendas e já obteve retorno positivo. “Em grupo tendemos a crescer e a nos desenvolvermos melhor, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal, o financeiro é consequência do que você aprende e desenvolve no seu dia a dia.”

Desde o lançamento, há pouco mais de três meses, o Unace gerou mais de R$ 100 mil em negócios. Segundo Mark, é um número expressivo diante da crise em que ainda atravessa o Brasil. “Por que grupos de networking fazem sucesso? Porque funcionam como uma rede colaborativa, um empresário trabalha para ajudar o outro, aumentando a probabilidade de bons negócios.”

O Unace reúne empresários de diferentes segmentos, de comunicação e marketing e decoração a controle de pragas, alimentação e gestão financeira. O resultado é tão positivo que a ACE Jundiaí já está fechando o segundo grupo e já tem 15 empreendedores confirmados. A primeira reunião será na próxima terça, às 6h30, no Empreendace. Quem estiver interessado em participar para conhecer pode entrar em contato pelo telefone: (11) 3308-4301 ou pelo email unace@acejundiai.com.br.

 

Parceiros CACB Rede Verde Amarela SCPC SEBRAE Certisign