FACESP - Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo novas ideias
construindo caminhos
FACEP

Encontre sua AC

ACESSO PDO

Pagamento do 13º salário injetará R$ 1.462,9 bilhão em Campinas até dezembro

Notícias 05 de novembro de 2018

O pagamento do 13º salário deverá injetar na economia campineira cerca de R$ 1.462,9 bilhão até dezembro, beneficiando em torno de 984.536 trabalhadores do mercado formal, aposentados e pensionistas e funcionários públicos, representando aproximadamente 2,6% do PIB da cidade. Esses recursos retratam uma expansão de 10,7% sobre o 13º de 2017, que atingiu R$ 1.321,3 milhões. Os cálculos são da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC). Os valores serão liberados, metade em novembro e a outra metade em 20 de dezembro.

Estima-se que a utilização desses recursos pelos consumidores campineiros deverá ser de 45% no consumo, 46% na inadimplência e 9% na poupança. A injeção do 13º salário direcionado para o consumo significa um acréscimo de 19,9% nas vendas do final de ano. “Acreditamos que os sinais de retomada da economia começam a se mostrar. O mercado de trabalho voltou, mesmo que lentamente, a gerar vagas, a produção industrial aos poucos consome a capacidade ociosa e a inflação em queda tende a estimular o consumo. Temos expectativas positivas para este final de ano”, comemora a presidente da ACIC, Adriana Flosi.

O otimismo de Adriana acompanha os bons resultados da economia brasileira, que gerou um saldo positivo de 137.336 postos de trabalho com carteira assinada em setembro deste ano, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O resultado é o maior para o mês de setembro dos últimos cinco anos. Em comparação ao mesmo período do ano passado, o crescimento na geração de postos de trabalho foi de 299,33%.

Na RMC

O 13º salário pago a cerca de 2.595,3 milhões de trabalhadores do mercado formal, aposentados e pensionistas e funcionários públicos incrementará cerca de R$ 3.541,4 bilhões até dezembro na Economia Regional (Região Metropolitana de Campinas), o que representa aproximadamente 2,5% do PIB Regional, e aponta uma expansão de 11,55% sobre o montante do 13º salário de 2017 - quando atingiu R$ 3.174,8 bilhões.

Os recursos também serão liberados, 50% em novembro e 50% até 20 de dezembro. Estima-se que a aplicação dos recursos pelos consumidores será de 45% no consumo, 46% na inadimplência e 9% na poupança. Os 45% do 13º direcionados para o consumo representam um acréscimo de 20% nas vendas do final de ano.

No País

A chegada do 13º salário ao bolso do brasileiro injetará na economia nacional cerca de R$ 211.199,0 bilhões até dezembro, beneficiando cerca de 84,5 milhões de trabalhadores do mercado formal, aposentados e pensionistas e funcionários públicos, correspondendo a cerca de 3% do PIB do País. A liberação dos recursos segue a praxe de 50% em novembro e 50% em dezembro.

Laerte Martins
Economista / Diretor - ACIC

 

Assessoria de Imprensa ACIC

imprensa@acicampinas.com.br

www.acicampinas.com.br

T.: (19) 2104.9222

Parceiros CACB SCPC SEBRAE Certisign