FACESP - Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo novas ideias
construindo caminhos
FACEP

Encontre sua AC

ACESSO PDO

Vendas do varejo paulista caem 7,2% em novembro, informa Associação Comercial de SP

Notícias 30 de janeiro de 2017

Segundo pesquisa ACVarejo, queda foi menos intensa do que a de outubro (-11,9%) por conta de Black Friday e dia útil a mais; varejo do Estado acumula retração de 6,2% de janeiro a novembro

São Paulo, 30 de janeiro de 2017. A pesquisa ACVarejo, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), revela que o volume de vendas do varejo paulista caiu 7,2% em novembro de 2016 na comparação com o mesmo mês de 2015. Foi uma retração menos intensa do que a apresentada em outubro, quando o encolhimento foi de 11,9%.

Essa melhora se explica fundamentalmente pelo melhor desempenho da Black Friday em 2016 e também pelo dia útil a mais em novembro do ano passado.

“A desaceleração da queda em novembro não indica, ainda, uma retomada. Pode ter havido, durante o período da Black Friday, antecipação das compras natalinas”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). “De qualquer forma, a redução mais intensa dos juros por parte do Banco Central deverá ajudar na futura recuperação do varejo”.

Burti acrescenta que os fatores que contribuem para deprimir o consumo das famílias continuaram atuando em novembro, como o aumento do desemprego e a queda da renda, além da contração e da piora das condições de crédito.

A pesquisa ACVarejo também aponta que, no período de janeiro a novembro, o varejo do Estado acumula retração de 6,2% sobre igual período do ano passado.

Os dados abrangem o varejo ampliado, que inclui automóveis e material de construção.

Setores

Em novembro, dois dos nove setores do comércio paulista analisados pela ACVarejo apresentaram aumento das vendas frente ao mesmo período de 2015.

Com alta de 2,5%, o segmento de autopeças e acessórios tem mostrado melhores resultados ao longo do ano, em decorrência da mudança no comportamento do consumidor, que, na crise, opta pela manutenção do veículo ao invés de comprar um novo. Foi o único setor com saldo positivo no período acumulado de 2016 (+2,8%).

Com crescimento de 0,7% nas vendas em novembro, o setor de lojas de departamentos, eletrodomésticos e eletrônicos foi beneficiado pela Black Friday.

Na contramão, os piores resultados de novembro foram nos seguintes setores: outros tipos de comércio varejista (-13,3%), que inclui combustíveis e lubrificantes, e lojas de vestuários, tecidos e calçados (-8,3%).

Regiões

Todas as 20 regiões paulistas registraram queda no volume de vendas em novembro frente ao mesmo mês de 2015. As maiores retrações ocorreram no Litoral (-15,3%) e no Alto do Tietê (-12%). Jundiaí (-0,7%) e Bauru (-1,8%) tiveram os menores recuos.

A pesquisa ACVarejo é elaborada pelo Instituto de Economia da ACSP a partir de dados da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo e de índices de inflação setoriais extraídos da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Veja abaixo:  

Boletim ACVarejo

(contém desempenhos do volume de vendas e do faturamento dos varejos ampliado e restrito - Estado e regiões)

  

Mais informações:
Renato Santana de Jesus
Assessoria de Imprensa
rjesus@acsp.com.br
(11) 3180-3220 / (11) 97497-0287 

  

Sobre a ACSP: A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 122 anos de história, é considerada a voz do empreendedor paulistano. A instituição atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, esteve sempre ao lado da pequena e média empresa e dos profissionais liberais, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços. Além do seu prédio central, a ACSP dispõe de 15 Sedes Distritais, que mantêm os associados informados sobre assuntos do seu interesse, promovem palestras e buscam soluções para os problemas de cada região.

Parceiros CACB SCPC SEBRAE Certisign