Twitter Facebook Instagram

Pandemia do Covid-19: Batatais perde 686 postos de trabalho entre os meses de março a junho

Notícias 10 de agosto de 2020

Segundo dados do Novo Caged, da Secretaria do Trabalho, vinculado ao Ministério da Economia, e levantados pela ACE Batatais, entre os meses de março a junho foram fechados 686 postos de trabalho na cidade de Batatais. Neste período foi efetuado 987 admissões e 1.673 desligamentos. O resultado do primeiro semestre aponta que houve 2.079 admissões e 2.521 desligamentos o que resultou um saldo negativo de 442 vagas de emprego. No primeiro semestre do ano de 2019, foram contratados 2.522 funcionários, desligados 2.253 gerando 269 postos de trabalho a mais. 

O mês de janeiro deste ano apresentou um saldo de 80 postos de trabalho, e no mês de fevereiro 164, resultando um saldo positivo 244 postos de trabalho nos dois meses. Com a crise provocada pela pandemia do Covid-19, o mês de março fechou com um saldo negativo de 59 postos de trabalho, e no mês de abril atingiu o saldo negativo de 310 postos de trabalho, no mês de maio houve um saldo negativo de 184 postos e no mês de junho apresentou um resultado negativo de 133 postos de trabalho.  

Em Batatais no primeiro semestre, os principais setores da economia atingidos foram a indústria que apresentou um resultado negativo de 159 postos de trabalho, seguidos pelo setor do serviços com o fechamento de 151 vagas de empregos, o comércio com o fechamento de 128 postos de trabalho e a construção civil com o fechamento de 27 vagas de emprego. O setor da agropecuária foi o único setor que apresentou resultado positivo com um saldo positivo de 23 postos de trabalho neste primeiro semestre. 

Perderam o emprego 202 trabalhadores do sexo masculino e 240 do sexo feminino, sendo que a faixa etária que apresentou maiores saldos negativos foram entre 30 a39 anos, com o desligamento de 166 trabalhadores, seguidos pela faixa etária de 50 a 64 anos com o saldo negativo de 97 postos de trabalho.  

O saldo de empregos pelo grau de instrução aponta que 259 trabalhadores com ensino médio foram desligados, sendo 144 deles que já concluíram o ensino médio. O grupo de empregos que apresentou o pior resultado foi o de trabalhadores da indústria têxtil com um saldo negativo de 146 empregos, seguido por vendedores com 86 empregos e escriturários com o saldo negativo de 64 postos de trabalho. Segundo dados apontados pela ACE Batatais, o Novo Caged, apresentou atualizações de dados em todos os meses, divergindo dos dados divulgados no mês anterior. 

Em todo o Brasil no primeiro semestre de 2020 houve 6.718.276 admissões e 7.916.639 desligamentos, resultando um saldo negativo de 1.198.363 empregos. No Estado de São Paulo houve 2.286.853 admissões e 2.651.323 desligamentos, terminando o primeiro semestre com um saldo negativo de 364.470 postos de trabalho.  No Estado de São Paulo no primeiro semestre foram efetuadas 2.487.571 admissões e 2.344.148 desligamentos com um saldo positivo de 143.423 empregos, no Brasil foi efetuado 8.009.682 admissões e 7.635.249 desligamentos, tendo um saldo positivo de 374.433 empregos.  

 

 


Quadro Demonstrativo do Saldo de Empregos por Segmento – Batatais - 2020 

SALDO 

Segmentos  

Jan 

Fev 

Mar 

Abr 

Mai 

Jun 

Total 

Agropecuária 

-3 

-4 

14 

23 

Comércio 

21 

29 

-14 

-94 

-46 

-24 

-128 

Construção Civil 

46 

17 

-43 

-21 

-16 

-10 

-27 

Indústria 

-3 

48 

-36 

-100 

-60 

-8 

-159 

Serviços 

14 

62 

37 

-101 

-58 

-105 

-151 

Total 

80 

164 

-59 

-310 

-184 

-133 

-442 

Fonte: Novo Caged 

 

...

Parceiros

CACB SCPC SEBRAE Certisign